Quero morar em outra cidade/estado, mas não sei por onde começar!

Olá! Hoje vou falar um pouco sobre a - traumatizante diga-se de passagem - experiência de sair da casa dos pais e morar em outra cidade ...


Olá! Hoje vou falar um pouco sobre a - traumatizante diga-se de passagem - experiência de sair da casa dos pais e morar em outra cidade dividindo apartamento/casa com outras pessoas. É muita coisa para falar em uma postagem só, porque envolve procurar o apê, a mudança, escolha do local, etc, mas vou fazer um "geralzão", e em outras postagens mais para frente vou explicando os por menores.



Geralmente, é no terceiro ano do ensino médio que a galera começa a pensar qual curso vai fazer e em qual instituição pretende cursar. Algumas faculdades são próximas de casa, outras nem tanto, tem aquelas que ficam até em outros estados, ou em cidades bem distantes. E aí começa todo um processo de decisões que irão influenciar o seu futuro, e a pessoa que você vai se transformar, para sempre - com terrorismo e tudo.

Sério.

Tem gente que até arrisca ficar indo e vindo, e até conclui o curso assim. Quando isso é possível, a rotina começa a se tornar bem cansativa, por que o transporte costuma sair cedo e chegar tarde. Mas tem também xs que optam por morar na mesma cidade que a faculdade está localizada. Em outros estados algumas faculdade tem dormitórios no próprio campus, mas aqui na Bahia, acho que nenhuma, ou pouquíssimas têm.

E o que implica morar em outra cidade para poder estudar? - sim criatura, o objetivo de toda essa balbúrdia é ir estudar, e não viver no american pie, ok? ok. - Nossa! Muita coisa. Por exemplo, você já começa deixando o conforto do seu lar - isso vai fazer falta pra caralho - mudando toda sua rotina, convivendo em uma cidade que você provavelmente não conhece, ou até mesmo com pessoas que nunca viu na vida. Bom, eu já dividi apartamento em 5 ocasiões diferentes, por motivos de: preciso estudar. E vou deixar aqui algumas dicas que podem facilitar sua vida (queria alguma pessoa fofa para ter me dado essas dicas também...):

Regra nº 0: Esqueça essa ideia de que morar longe dos seus pais vai ser as mil e uma maravilhas, e que você vai ter toda liberdade do mundo, e vai poder fazer o que quiser, e tocar fogo no mundo, e etc. Primeiro arrume um emprego e comece a pagar suas contas, depois falamos sobre liberdade.

Regra nº 1. Se seus pais não tem condições de bancar um lugar só para você - tem aluguel, mobília, contas que incluem, condomínio, luz, gás, internet, e isso acaba ficando bem puxado - a opção é dividir apartamento com outras pessoas.

Regra nº 2. Peça ajuda dos seus pais para procurar. Se sua mãe não for com a cara da pessoa, não fique. Sempre procure apartamentos mobiliados, isso vai facilitar e muito sua vida, dê preferência para aqueles que possuem máquina de lavar, microondas e geladeira frost free - assim não vão precisar descongelar a bendita toda semana, e você não vai precisar lavar roupas na mão. Ah, mas leve sua cama pelo menos. Se você precisar se mudar, já tem uma.

Regra nº 3. Dê preferência para pessoas que querem dividir apartamento, e não para quem aluga quartos, assim você terá direitos iguais e obrigações iguais dentro daquele lugar que será seu novo lar.

Regra nº 4. Antes de se mudar, faça uma visita ao local, conheça as pessoas, procure saber sobre a rotina delas, a rotina da casa, etc. Dê preferência a pessoas que trabalhem/estudem e estejam na mesma vibe - que eu espero que seja a vibe de enfiar a cara nos livros até ser alguém na vida - que você.

Regra nº 5. Se você for dividir quarto, converse com a pessoa que será sua roommate e exponha o quanto é importante o respeito pelo sono, espaço do outro, e sobre a organização do quarto. E é claro, tenha esse respeito.

Regra nº 6. Seja organizadx. Não fique deixando coisas espalhadas pela casa, pratos sujos na pia e/ou escorredor, o quarto bagunçado (a menos que você não divida o quarto). Nesse tipo de convivência é comum que todos tenham seu dia de realizar a limpeza da casa. Tente pegar um dia que seja melhor para você, e não deixe de fazer sua limpeza, a menos que seja por um motivo realmente importante.

Regra nº 7. Evite levar pessoas estranhas, ou ficar dando festas, isso incomoda e muitas vezes constrange as outras pessoas.

Regra nº 8. Não mexa na comida alheia, aliás não mexa em nada que não seja seu, a não ser que você tenha autorização ou intimidade para isso.

Regra nº 9. Respeite as regras estabelecidas em reunião, no consenso de todos. Ah mas... Mas, nada, respeite e ponto. É claro que você pode expor se não concordar com algo, desde que não seja sem noção ou inconveniente.

Regra nº 10. A REGRA DE OURO: Antes de se mudar procure saber se você terá acesso as contas da casa - geralmente tem uma pessoal responsável no apartamento, essa pessoa é aquele que tem o contrato do aluguel em seu nome - luz, internet, condomínio, tudo. Para que você saiba exatamente pelo quê está sendo cobrado, e saiba que está pagando pelo que é justo.

Regra nº 11. Seja consciente, se você ainda não trabalha, e são seus pais que arcam com a despesa evite gastos desnecessários. Se você tem o período oposto da faculdade livre, procure alguma coisa que te dê alguma grana, assim sempre que você precisar de alguma emergência não vai precisar recorrer ao seus pais. Se seu curso é período integral, tudo bem também, mas, o mínimo que você pode fazer é se dedicar muito, para ser sempre aprovadx em todos os semestres.

Regra nº 12. Se você tem namoradx, procure saber se ele pode dormir lá, aliás, procure saber se você pode receber visitas. Sim, visitas, e não pessoas que vão para passar um final de semana e ficam um mês, exceto se isso for acordado com todos, e que a depender do período as contas sejam divididas contando com essa pessoa, e que seja uma situação extremamente pontual.

Tem muito mais coisas é claro, mas isso é o básico do básico para você sobreviver nessa selva chamada vida-pós-ensino-médio. No início vai ser bem complicado se adaptar, você sente falta de casa, do cuidado da mãe, etc. Mas, geralmente na vida para você alcançar uma coisa, tem que sacrificar outra, e ao final dessa experiência, você vai ser uma pessoa muito mais madura e responsável. Afinal você vai conhecer outras pessoas, com outra criação, outra cultura, outras experiências de vida, e isso é sempre enriquecedor.

Acho que por enquanto é isso. Você conhece, ou já dividiu apartamento? Conta aí como foi sua experiência. Depois vou fazer um vídeo contando como foram as minhas experiências - boas e ruins - nesses quase 3 anos e meio dividindo apê.

Beijús - com queijo e manteira - e até a próxima. 



You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita, e pelo comentário. Deixe o link do seu blog, se você tiver um, para que eu possa retribuir a visita. :*

Flickr Images